Skip to content

Como Utilizar Adubo Orgânico

Como Utilizar Adubo Orgânico

Cultivar alimento orgânico é um dos temas que vem chamando a atenção em todo pais, por isso, é muito importante que você saiba como produzir seu próprio adubo orgânico.




Essa atenção é para evitar o uso de pesticidas e aumentar a utilização de produtos orgânicos para controle de insetos e doenças. No entanto, crescer organicamente significa utilizar adubo orgânico.

Desenvolver um solo fértil é um dos aspectos mais impostantes para agricultura. Durante muitos anos, muitos agricultores usaram apenas adubos sintéticos ao invés do orgânico.




O adubo sintético é um produto manufaturado, enquanto o orgânico é derivado de plantas, animais ou mineiras encontrados na natureza.

Embora ambos passam por um processo de fabricação, existem muitas vantagens em utilizar adubo orgânico que esteja em forma próxima da sua fonte natural.

 

orgânico

Por que adubar?

Assim como nosso corpo precisa de nutrientes para crescer e funcionar as plantas também necessitam desse suprimento.




O solo contém muitos dos nutrientes vitais necessários para as plantas, mas o com o tempo ele pode se esgotar sofrendo desgaste pelo vento e chuva. 

A adubação é uma forma de reabastecer a fertilidade do solo. Quanto mais saudável for o solo, mais saudáveis ​​serão as plantas e assim você terá acesso a alimentos orgânicos saudáveis.

O que as plantas precisam? Apesar de existirem mais de 16 elementos necessários para o crescimento da planta, os mais impostantes são nitrogênio, fósforo e potássio.

A maioria dos solos contém grandes reservas de outros 13 nutrientes, especialmente cálcio, magnésio, enxofre, ferro, zinco e manganês.

Para garantir que o solo da sua horta orgânica tenha a combinação certa para ter o equilíbrio de nutrientes, você precisará analisá-lo.

adubo organico

A vantagem do orgânico

A forma mais pura de adubo orgânico é uma planta, animal ou mineral colocado na sua horta sem qualquer processamento.

Os bons exemplos são estrume de animais e as cinzas de madeira. A vantagem desta forma de adubação é que não só os nutrientes principais mencionados acima serão adicionados ao solo, mas também a matéria orgânica e o húmus.

A matéria orgânica melhora a estrutura do solo, retenção de umidade, drenagem e vida microbiana do mesmo.

Uma quantidade adequada de matéria orgânica no solo pode ajudar a garantir que os nutrientes estejam disponíveis para as plantas em uma base estável e que a estrutura do solo melhore o crescimento das raízes.

O adubo orgânico distribui os nutrientes mais lentamente do que os fertilizantes químicos, portanto, as raízes das plantas são menos propensas a serem queimadas ao obterem uma dose muito alta.

Mesmo usando materiais orgânicos processados, você ainda terá muitas vantagens. Além disso, você pode cuidar da necessidade de um nutriente específico, aplicando o adubo apropriado.

Por exemplo, se sua alface precisar de nitrogênio, a alfafa seria uma boa escolha. Se você precisar de mais fósforo para ajudar suas cenouras a crescer, farinhas de ossos seria uma boa adição.

Obviamente, a melhor maneira de usar adubo orgânico é aplicar uma combinação de matéria orgânica,  como o estrume, juntamente com materiais específicos para atender as necessidades das suas plantas.

Outra vantagem de utilizar materiais orgânicos como  folhas, palhas, resto de comida, etc como parte do seu projeto de adubo orgânico é a reciclagem de materiais que, de outra forma, acabariam no aterro sanitário.

o que é organico

Noções básicas de aplicação de adubo orgânico

Como os fertilizantes orgânicos tomam tempo para quebrar e tornar seus nutrientes disponíveis para o solo, é melhor aplicá-los pelo menos alguns meses antes do plantio.

A adubação antecipada permite que os micróbios digiram a matéria orgânica e transforme os nutrientes em uma forma que as plantas podem usar.

A exceção seria fertilizantes orgânicos líquidos, como a emulsão de peixe. Estes têm nutrientes que estão prontamente disponíveis para que possam ser aplicados no plantio ou durante o período de crescimento.

A maneira mais fácil de aplicar o adubo orgânico é espalhá-los na superfície do solo. Uma vez que a maioria das raízes que alimentam as plantas estão a poucos centímetros do solo.

Não é necessário uma aplicação profunda de adubo a menos que você esteja aplicando material rico em fósforo. Este nutriente se move muito devagar, então a única maneira de espalhá-lo rapidamente  é misturá-lo entre 15 e 30 cm na parte superior do solo.

O quanto de adubo orgânico você deve aplicar dependerá da fertilidade do seu solo. Uma estimativa aproximada é aplicar 2 quilos por metro quadrado de material orgânico rico em nitrogênio. Aplicar 0,2 Kg por metro quadrado de materiais orgânicos rico em fósforo e potássio, a menos que um teste de solo indique o contrário.

organico

Tipos de adubo orgânico

Como mencionei anteriormente,  adubos podem ser agrupados de acordo com a fonte de sua matéria-prima.

Existem adubos à base de plantas, animais e minerais. 

Aqui estão alguns exemplos de produtos à base de plantas e animais que você pode usar na sua horta orgânica.

Adubo orgânico a base de plantas

Os fertilizantes à base de plantas geralmente são ricos em nitrogênio e, às vezes, em potássio. Algumas culturas são cultivadas especificamente para serem fertilizantes orgânicos, enquanto outras, como a farinha de semente de algodão, são subprodutos de outra indústria.

A alfafa é um adubo que possui uma quantidade moderada de nitrogênio (2 a 3 %) e contém alguns oligoelementos.

O glúten de milho é subproduto da indústria proveniente do processamento de milho contém 10 % de nitrogênio que é rápido de ser quebrado.

A soja é um fertilizante possui alto teor de nitrogênio (7%) é semelhante à alfafa e contém mais nitrogênio do que a farinha da semente do algodão.

Adubos à base algas marinhas

Extratos de algas marinhas e algas são encontrados em formas de farinha e líquido. São boas fontes de minerais, como potássio e nitrogênio.

Eles também aumentam a atividade microbiana no solo. As versões líquidas de algas marinhas podem ser pulverizadas diretamente nas plantas.

Adubo orgânico a base de peixe

Os subprodutos da indústria de peixe produzem adubos orgânicos, como emulsão de peixe e farinha de peixe. Estes são altos em nitrogênio (até 10%) e é rapidamente absorvidos pelas plantas.

Adubo orgânico de origem animal

Os subprodutos das indústrias de processamento de carne e produtos lácteos produzem muito adubos orgânicos.

Sangue é um subproduto da indústria da carne, fonte rica em nitrogênio (14%).

Os adubos podem ser derivados de uma variedade de animais e até mesmo de insetos. A maioria está disponível para venda.

A composição de nutrientes de estrume animal varia de acordo com o animal e o seu método de armazenamento. Se você precisar de grandes quantidades de estrume, pode ir a uma fazenda local e verificar a disponibilidade.

O estrume envelhecido é melhor do que o fresco. O estrume da vaca é melhor que o do cavalo, mas qualquer um será muito útil. O estrume de vaca é o  mais comum de ser encontrado.

A beleza de fazer uma compostagem é que não importa com que material você vai começar, o produto final é relativamente semelhante.

O composto acabado tem um bom equilíbrio de nutrientes é rico em matéria orgânica que ajuda a alimentar os microorganismos do solo.

Os adubos estão disponíveis comercialmente ou você mesmo pode fazer o seu. Eles podem ser usados ​​junto com outros materiais como o estrume animal e grama cortada.

Fazer compostagem é uma maneira de lidar com as sobras disponíveis no seu quintal ou cozinha, e você sempre saberá quais os ingredientes vai colocar no seu adubo orgânico.

Gostou? Compartilhe nas suas redes sociais…

 

Comentários

Comentários